Como a impressora 3D pode ajudar a reduzir a poluição durante a pandemia

Na semana passada, vimos como a impressora 3D pode facilitar sua vida durante a pandemia. Talvez para alguns o uso de uma máscara não seja confortável devido ao fato de que, em algum momento, não é mais útil. Para aqueles que procuram reduzir o desperdício, podemos optar por uma opção mais ecológica, como uma máscara feita de PLA.

Artigos científicos como “Repercussões pandêmicas COVID-19 sobre o uso e gerenciamento de plásticos” nos alertam que o mundo está usando aproximadamente 129 bilhões de máscaras descartáveis ​​e 65 bilhões de luvas descartáveis ​​todos os meses durante a pandemia. O estudo constata que isso não apenas causa contaminação ambiental generalizada, mas também apresenta um risco significativo para a saúde pública, pois esse resíduo serve como vetor para o vírus, que pode permanecer latente e ativo por 3 dias na superfície do este tipo de materiais. E é aqui que o PLA é uma excelente opção para esse problema. O PLA é um plástico à base de milho e é considerado biodegradável em processos industriais.

Vamos à nossa comunidade Thingiverse e procuramos o post chamado ‘COVID-19 MASK v2‘.

Fazemos o download do arquivo 3D, descompactamos e abrimos ele no MakerBot Print. Existem três tamanhos de mascara que o arquivo 3D inclui, no meu caso retirei os menores e imprimi apenas o maior.

Este modelo 3D não é aprovado por nenhuma agência reguladora nem passou em nenhum teste de laboratório. É um protótipo desenhado por LAFACTORIA3D, apresentado entre muitos outros trabalhos da comunidade CORONAVIRUSMAKERS, criado com o objetivo de fornecer material de proteção de emergência a profissionais médicos que precisam, dada a atual escassez global de suprimentos. Não podemos garantir o funcionamento correto, portanto, você deve usá-lo por sua conta e risco, e não se esqueça de incluir um filtro de vírus N95.

Fonte: Facebook LaFactoria3D

Você também pode assistir ao vídeo completo abaixo:




Fonte: Canal do YouTube da MakerBot Store
Autor: Edú Saldaña

2 comentários em “Como a impressora 3D pode ajudar a reduzir a poluição durante a pandemia

  1. A impressao 3D tambem elimina a necessidade de transporte de determinados materiais manufaturados que podem ser fabricados sob demanda por uma impressora 3D. E esse ponto e bem interessante! Isso so se torna uma vantagem se os produtos utilizados pela impressora tambem nao tiverem que vir de bem longe. Para se fabricar um produto, por exemplo, um brinquedo, a empresa detentora desse produto tem parceria com outras empresas que fornecem partes desse brinquedo. Cada uma delas representa uma parte nesse processo. Uma empresa fornece um adesivo, outra fornece o corpo de plastico do brinquedo, uma terceira empresa fornece as rodinhas deste brinquedo. Se reduzimos a necessidade de diferentes empresas fornecerem determinados materiais para uma empresa, reduz-se a poluicao gerada pelas diferentes etapas de producao desse produto, o transporte dessas pecas e, assim, reduzimos o desperdicio como um todo, ja que cada etapa desse processo significa materiais sendo produzido com uma taxa de rejeicao. Essa afirmacao, no entanto, pode ser contextada pois as impressoras 3D disponibilizadas no Brasil atualmente estimulam a producao monomaterial, o que facilita de fato a reciclagem. Produtos complexos, compostos de materiais nao poderiam ser substituidos por pecas impressas em 3D.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo